O termo lombalgia não especifica as causas. Refere-se as dores e desconforto na região lombar que podem ser leves ou agudas. A situação  mais indicada para a massagem é de rigidez dos músculos envolvidos na postura, inclinações e torções.

Os subprodutos da atividade muscular são principalmente dióxido de carbono e ácido lático e que devem ser incluídos na circulação sanguinea. Quando os músculos são utilizados em excesso esses subprodutos acumulam-se em volta dos músculos e irritam as terminações nervosas. A massagem terapêutica ajuda a retirar estes detritos, e assim, diminuir a rigidez e a dor. Em casos de excesso de líquidos, pode-se também realizar as manobras de drenagem linfática.

Pode-se usar óleo de semente de uva com lavanda, camomila e manjerona. Estas essências possuem efeitos analgésicos.

Com o paciente deitado em decúbito ventral (barriga para baixo) experimente colocar uma almofada no abdômen para aumentar o conforto.

Os pontos que destacaria por serem de relativa facilidadede e eficácia  são:

Massagem de deslizamento na região dorsal, altura do cóxi em direção ao pescoço.

Faça também massagem perto da coluna em direção a região lateral.

Deslizamentos com o polegar no sentido das fibras são também muito eficazes principalmente nos paravertebrais e quadrado lombar. E para terminar,  acupressão nos pontos da bexiga sem esquecer  dos forames sacrais.

Os pontos reflexos no pé também podem ajudar na recuperação. Tenha um bom mapa de reflexologia para auxiliá-lo.

Precauções são necessárias pois as lombalgias podem ser ocasionadas por problemas renais, hérnia de  disco, distensão muscular  e que produzem também dor intensa no local. Nestas situações, deve-se  procurar a ajuda médica.