Sentado com a coluna reta, com ou sem os olhos abertos, o meditante inicia uma respiração calma e serena, espera o corpo pedir a respiração e liberta-se da ação consciente de sorver e expulsar o ar. Apenas observa o ar entrando e saindo pelo nariz. Ficar atento no ar que entra e sai. Quando houver alguma mudança no foco, considerar isto como uma distração e volte sem questionamentos ou afirmações, para a respiração.

1º variação – Meditação da Atenção Introspectiva por Lama Padma Santem

Observar o sentido que carregam as frases ditas mentalmente (aproximadamente 10 vezes cada):

Corpo

“Inspirando e espirando eu acalmo o corpo”

“Inspirando e expirando eu amplio a serenidade do corpo”

“Inspirando e expirando eu observo os fatores que conduzem a serenidade do corpo”

Quando houver alguma agitação, dizer para si:

“Inspirando e expirando observo os fatores que causam agitação no corpo”

Assim transforma a agitação em serenidade.

“Inspirando e expirando eu elevo a serenidade do corpo ao ponto máximo”

“A serenidade assim obtida não se perde mais”.

Mente

“Inspirando e espirando eu acalmo a mente”

“Inspirando e expirando eu amplio a serenidade da mente”

“Inspirando e expirando eu observo os fatores que conduzem a serenidade a mente”

Quando houver alguma agitação, disser para si:

“Inspirando e expirando observo os fatores que causam agitação na mente”

Assim transforma a agitação em serenidade.

“Inspirando e expirando eu elevo a serenidade da mente ao ponto máximo”

“A serenidade assim obtida não se perde mais”

“E assim eu repouso com o corpo e mente estabilizados”